PERFILROCK BR

Liträo: a natureza irrevogável de um estilo concatenado ao desprazer

Inconsolável, lo-fi e lúgubre, como o bom doom deve ser

E aí, meus taokeis, turo pom?

Hoje eu estava no bandcamp exercitando meu vício de caçar artistas novos e me deparei com esses animais raros da Liträo com o EP O Filho Que Você Despreza. O que chamou minha atenção inicialmente foi a capa num estilo de arte em xilogravura que me agrada muito, semelhante ao utilizado pela banda estadunidense Thou.

Por Gustave Doré

Confesso que foi uma surpresa o que encontrei nesse disco. Eu não estava preparado, presumi que seria outra vibe, talvez uma parada mais descompromissada e irreverente, até por conta do nome da banda. No entanto, o que eu achei foi uma doomzera sincera, primitiva, lo-fi e com lindas e melancólicas melodias.

Lindo e melancólico pode soar contraditório e até cheesy, mas o doom tem dessas. A música extrema abre um leque de oportunidades de expressão de emoções inimagináveis e eu vou sempre levantar a bandeira dos guturais aqui neste site. Incrível a atmosfera obscura que esses bichos conseguem criar: é obscura, é fria, é suja, é triste. Quase como se eu estivesse vivendo no buraco de Dorohedoro.

Crédito: Q Hayashida

Doom metal do jeito que eu gosto, onde tudo foi feito certo, desde a harmonia e a ambientação até os riffs e etc. Ter uma banda tirando um som assim em terras brasileiras é simplesmente sensacional pro cenário.

10/10

Vocês podem ouvir e comprar a versão digital do disco no Bandcamp dos cara: https://litrao.bandcamp.com/releases

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
11
Tags
Ver mais

Matheus Ferreira

24 anos, aspirante a psicólogo clínico, fã de lovecraft e tolkien, acompanha a movimentação da cena lamacenta underground do rock/metal nacional

FALA AÊ!

Tem a ver...

Close