BRASILEIRALANÇAMENTO

Profissão de Urubu lança novo single e mostra que para fomentar arte só é preciso boas ideias

Financiamento coletivo para lançamento do segundo álbum do grupo presenteia fãs com muita arte e autoralidade

“Na Sombra”, o primeiro single do segundo disco da banda brasiliense Profissão de Urubu, segue mostrando a identidade musical do grupo que vem lançando canções desde 2015, daquelas coisas gostosas de ouvir por saber que se tratam de composições sinceras.

O single apresenta elementos novos, mas a essência da banda permanece por ali, talvez até com mais força, como se o próprio grupo estivesse mais próximo dela. “Na sombra” foi a última canção a ser escrita e acabou dando unidade e sentido ao novo álbum.

“A ideia do disco já estava pronta na minha cabeça. Já tinha até o título “Na Sombra”. Esse título saiu das milhares de conversas com meu grande amigo Daniel Larsan (parceiro em algumas das músicas do disco), onde a gente passava o dia falando sobre amor e Tom Jobim. Ia ser apenas o título do álbum, mas sentia falta de uma canção com esse nome pra abrir o disco. Acho que foi a primeira vez que fiz uma música sabendo desde o início o que queria falar.” Bruno Jefter, compositor

O single, já disponível nas plataformas de streaming, compõe o álbum com mais onze faixas que, para ser lançado, a banda criou um projeto de financiamento coletivo no site Cartarse. O projeto ficará disponível do dia 7 de agosto até 20 de setembro e você pode participar clicando aqui!

A parte mais legal é que o grupo convidou artistas brasilienses para ilustrar cada uma das canções, com muita liberdade criativa, lírica e catártica, presenteando os fãs e mostrando que música e artes visuais podem e devem andar juntas. A capa do disco é da artista plástica Camila Maia Gurgel, que também é parceira em uma das canções e foi responsável pela capa do álbum homônimo do grupo, “Profissão de Urubu” (2015).

“A gente já tinha a capa antes da ideia de chamar os artistas. Assim que nasceu o título “Na sombra”, a Camila já nos presenteou com essa pintura tão linda, que representa exatamente o que a gente queria dizer. A nossa ideia foi de presentear o público com um projeto artístico que fosse além da música, integrando as artes visuais” Pedro Araújo, guitarrista

 

Nome de todos os artistas (na ordem das imagens): André Almeida, Bertone Balduíno, Bruna Daibert, Bruno Jefter, Bruno Setti, Camila Maia, Diego Pizzini, Fernando Bisão, Helder Mundim, Italo Lazarini, Mário Gogh e Stêvz.

 

Mais sobre a Profissão de Urubu
Formada em 2014, a banda Profissão de Urubu lançou em seu primeiro disco homônimo em 2015 e lá mostrava um som orgânico, com os pés fincados na MPB de seus ídolos, Tom Jobim e Chico Buarque, mas com toques renovados. Depois vieram os singles “Vamo Combinar” (2016) e “Terra do Sal” (2016). Foram vários shows, com destaque para a “Noite Brás/Ilha Sonora” da music convention SIM São Paulo. Também dividiram palco com bandas como Banda do Mar, Boogarins, Laure Briard, Scalene, entre outros. O grupo recebeu o troféu Cata-Vento de banda revelação da Rádio Cultura São Paulo e menção honrosa na lista “Melhores da Música Brasileira” de 2015. A Profissão de Urubu é Bruno Jefter (voz, violão e guitarra), Paulo Mello (voz e guitarra), Adolfo Neto (baixo e synth), Pedro Araújo (guitarra) e Guilherme Maranhão (bateria). Curta, siga e se inscreva no facebook, instagram e youtube.
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
11
Tags
Ver mais

Thaylla Gomes

Correspondente da Escuta Que É Bom na Colômbia levando choque centrobogotano diário de realidade. Pesquisadora, graduada em Comunicação e cursando Teoria, Crítica e História da Arte na Universidade de Brasília, acolhida pela Universidad de los Andes, em Bogotá, e agora entendendo melhor os encontros e dissonâncias entre a brasilidade e suas vizinhanças. Sabe mais de moda de viola do que a cara aparenta. Vai sempre pelo som regional, experiências locais e rolês com glitter. Desvendando a latinidade e gritando pelas coisas que resistem. Também invento palavras.

FALA AÊ!

Tem a ver...

Close