BRASILEIRAPERFIL

Rubel Brisolla: de “Pearl” até “Casas”

Com voz suave e letras de intensidade Rubel já faz história na música brasileira

Acredito que muita gente já tenha ouvido falar do Rubel. É um fato que ele faz parte do grupo de nomes da nova música brasileira. Carioca (qualidade perceptível pelo sotaque), Rubel Brisolla, conhecido apenas como Rubel, tem dois trabalhos lançados: Pearl (2013), obra que fez o  nome do artista conhecido — principalmente pela música que se tornou praticamente um hit, a “Quando Bate Aquela Saudade”, e o mais recente lançado neste ano, o Casas (2018). E é um erro resumir o talento de Rubel apenas a essa música.

Pearl foi logo de encaixe ao gênero Folk, mas Casas veio para provar que o artista não é só o cara que canta a tal música romântica com o violão. Casas traz uma mistura de gêneros, que vão da malemolência do samba a rimas de rap. Rubel soube aproveitar bem de várias sonoridades nesse álbum, com um instrumental bem construído e com participações de nada mais, nada menos que Rincon Sapiência (sempre recomendado pela Escuta) e de Emicida, que participa de Mantra, música que já vem sido tocada há algum tempo nos shows.

Grandes adoradores de Pearl podem até ter estranhado Casas (assim como eu estranhei na primeira audição). Mas é inegável a grandeza sonora do álbum. Uma coisa os dois álbuns têm em comum, as temáticas das letras das músicas, que falam sobre a vida, a intensidade de sensações do que é ser, de estar vivo nesse mundão de meus Deus.

Para não dizerem que não deixei nenhum som de Pearl, vou deixar minhas duas preferidas: Quadro Verde e Pearl.

E para aqueles que adoram uma cadência de samba (assim como eu):

O que é certo dizer é que Rubel já está fazendo história na música brasileira. E a gente espera que continue fazendo.

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
Tags
Ver mais

Lana Oliveira

Goiana do interior. Sempre se interessou por comunicação. Formada em jornalismo e com alguns cursos de marketing no currículo. Viciada em música e nas sensações que ela transmite.

FALA AÊ!

Tem a ver...

Close