DESTAQUE
Popular

LANÇAMENTOS | Música Brasileira | JANEIRO 2019

De norte à sul do país álbuns, eps, clipes e músicas pra começar bem o ano

O ano começou com muita criatividade e lançamentos do trap ao rock com álbuns, eps, mixtapes, singles e clipes e prévia de vários trabalhos. Além do carnaval que movimenta o mundo da música, conclusões de meses de estúdio em 2018 e marcos na carreira de vários artistas. A lista de músicas inclusive está enxuta porque o número de sons que já são lançados com clipes só aumenta. Destaque para novas propostas audiovisuais.

Fizemos um grande apanhado pela internet, do mainstream ao submundo, pra trazer lançamentos que dificilmente você verá na TV ou saberá pelo rádio. Firmando nosso compromisso de ser a sua referência em música brasileira de forma livre e plural. Para isso contamos com a ajuda e indicação de vários outros veículos, como você pode conferir no final do post.

Deixamos algum trampo de fora? Alguma lançamento que apesar de todo esforço fugiu das nossas orelhas? Então comenta aí embaixo na seção “FALAÊ” que faremos questão de postar aqui.

 

 

♫ ÁLBUNS

 

Profissão de Urubu – Na Sombra (DF)

7 de janeiro de 2019 | Independente

Aguardado e anunciado aqui na ESCUTA com a faixa título já grudada na memória a banda apresenta o novo álbum produzido e mixado por Kelton Gomes. Talentosos, inspiradores e transmitindo uma calma sobrenatural, Marco Pessoa – Bateria, Adolfo Neto – Baixo, Pedro Araújo – Guitarra e coros, Kelton Gomes – Guitarra, teclado e coros, Paulo Mello – Guitarra, coros e voz e Bruno Jefter – Violão, guitarra, teclado, coros e voz inauguram 2019 da forma que precisamos. E vamos pela sombra!

 

Nego Gallo – Veterano (CE)

9 de janeiro de 2019 | Independente

Com produções de Coro Mc e Léo Grijó e colaboração de Don L, o rapper de Fortaleza que já é clássico para os conhecedores do gênero, Nego Gallo mostra a mixtape completa do “Bagui Virou”, já divulgada em dezembro. Pancada boa com uma levada reggae e um flow favela não visto a muito tempo na cena. Clássico instantâneo.

 

CHRIS MC – Prin$ (MG)

13 de janeiro de 2019 | Pineapple Storm

Da geração de Djonga, Oreia, Hot, Coyote e Clara Lima de quem é irmão de sangue. Cria das batalhas do Viaduto Santa Tereza apresenta sua primeira mixtape após sucessão de singles.

 

Leo Fazio – Sangue Pisado & A Música do Século XXI

14 de janeiro de 2019 | Canil Recs

Este é um “disco de guerrilha” com pesquisa na música popular brasileira, como o próprio artista descreve no Youtube. Dadas as condições de sua gravação, em uma residência no estúdio de Everton Surerus em Juiz de Fora/MG, carona, fascistas por perto e criatividade, a obra traz um lado transgressivo da produção brasileira dos velhos tempos. A maior inspiração é Jocy de Oliveira, pioneira da música eletrônica no Brasil, e seu álbum “Música do Século XX” de 1959 de onde tira inclusive a faixa 3 “Sofia Suicidou-se”.

 

Don Hadji – RezaLenda (SE)

14 de janeiro de 2019 | Independente

Em sua mixtape de estréia o rapper sergipano apresenta 8 faixas revelando suas rimas e poesias de forma visceral, com firmeza e consciência.

 

Jorg. – Coisas Pequenas (AL)

15 de janeiro de 2019 | Transtorninho Records

O rock noventista desse alagoano que conhece com as digitais a cena indie/alternativa paulista é apresentado neste álbum de estréia com maestria. O álbum foi produzido pelo próprio artista, gravado e mixado em Maceió por Dácio Messias.

 

Igor de Carvalho – Cabeça Coração (PE)

18 de janeiro de 2019 | Independente

Ao escutar “Ouça Bem” e sua introdução com ares clássicos você pode até ficar na dúvida, mas quando começa “Laço” você já sente a veia brasileira e o sotaque nada colonial desse artista. Emoldurado por ritmos e sonoridades que cutucam e chamam pra dançar. A voz é uma beleza à parte, com sua cadência praiana e desprendida. Arranjos de cordas, metais, elementos percussivos e entalhes acústicos são o diferencial das composições remixados com synths bem orquestrados.

 

L7NNON – Podium (RJ)

18 de janeiro de 2019 | Warner

O investimento de grandes gravadoras em nomes do rap está em seu ápice. L7NNON vem de Realengo conquistando palcos. Aposta da Papatunes o rapper veio das pistas de skate e promete flipar no hype de 19.

 

Porno Massacre – Que Venha o Caos (SP)

21 de janeiro de 2019 | Independente

O glam / horror punk rock que completou 10 anos de trajetória, com mudanças em todas as áreas, demonstra maturidade e sincronia, com composições rápidas, vibrantes e prontas pra rasgar no meio quem der o play sem perceber a gravidade desse som. Bem apropriado para o tempo sombrio sobre as nossas cabeças.

 

Juliana Varejão – Folhuda (MG)

24 de janeiro de 2019 | Circus

Um jogo de contrastes e incertezas é o novo álbum da artista mineira que chega irônica, desbocada e polêmica. Com participações e colaborações de Tulipa Ruiz, Ava Rocha, Iara Rennó, Arnaldo Antunes e Thiago França, sem contar a banda, a obra é densa e mescla tons dançantes, provocativos e cotidianos para condensar o discurso da compositora.

 

Terno Rei – Violeta (SP)

31 de janeiro de 2019 | Balaclava Records

São dois anos desde o álbum “Essa Noite Bateu Com um Sonho”  e os paulistanos Ale Sater (baixo e vocal), Bruno Paschoal (guitarra, vocal e sintetizadores), Greg Maya (guitarra e sintetizadores) e Luis Cardoso (bateria) estão cada vez mais perto de encontrar sua identidade e seu espaço próprio nos palcos e festivais de todo Brasil. Com produção dos paranenses Gustavo Schirmer e o Amadeus De Marchi, Violeta mostra a evolução da banda em seu terceiro álbum com a pegada oitentista e os sintetizadores apurados, flertando com o pop sem abandonar o lo-fi.

 

El Toro Fuerte – Nossos Amigos e os Lugares que Visitamos (MG)

31 de janeiro de 2019 | Independente

Com um som carimbado pelo Google como “emo/hardcore” o som desses mineiros nas nossas orelhas soa mais math rock, fala tu! Riffs dinâmicos, tempos acelerados, poesias bem construídas e um clima de pôr do sol que tem a sujeira aceitável para compor bem as obras. Recuperando rápido do frenesi e compensando em ritmos tanto otimistas quanto dolorosos como no anterior “Um Tempo Lindo Para Estar Vivo”. Rock pra nunca fugir da juventude.

 

Tantão e Os Fita – Drama (RJ)

31 de janeiro de 2019 | QTV

O dub lento e sombrio desses cariocas é a continuidade do trabalho conquistado com o álbum “Espectro” ilustrando bem o sentimento periférico e marginalizado dos tempos atuais.

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
1 2 3Próxima página
Fonte
NOIZETenho Mais Discos Que AmigosHits PerdidosMusica PavêRevista Arte BrasileiraMiojo IndieScream & YellZona SuburbanaOganpazanRAP NACIONAL DOWNLOAD
Ver mais

Felipe Qualquer

No rádio desde moleque pesquisa o universo da música e escuta de tudo. Em MG atuou nas emissoras Minas, Nova e 94FM. Em Brasília passou por Transamérica, Metrópoles, e MIX FM. Escreveu para a Revista ShowBar e Jornal O Popular. Produtor cultural desde 2010 com os festivais EcoMusic, Rua do Rock, Usina de Rima, Grito Rock e Festa Nacional da Cerveja. Estuda Artes e Audiovisual na UnB. Criador da ESCUTA QUE É BOM.

3 Comentários

FALA AÊ!

Tem a ver...

Close