DESTAQUERAP

Puro Suco se apresenta em setembro no Teatro Mapati

Projeto lançou o clipe de Cabrón e está atingindo a marca de 40 mil visualizações

Dois poetas em movimento contínuo entre Brasília e Goiás, Murica de Brazlândia e PRS do Jardim Ipê, se encontraram pelos youtubes da vida e resolveram se unir num projeto lotado de originalidade. É rap com boom bap assinado pelo DJ e produtor Ronchi, mas pode ser forró, samba, mpb ou bossa nova com banda e tudo. A alma da Puro Suco é tropical e inspirada nos precursores da nova cena como os mestres Marcelo D2 e Criolo, vem misturando poesia e criatividade com o sumo da música. O resultado é o crescimento contínuo do projeto que começou no ano passado mas já acumula muita experiência e trabalho.

Sem “musicotóxicos”, nem conservantes e nem conservadores, como a banda deixou claro, o som é fotografia do seu tempo e as letras revelam entre a malandragem e a crítica social, um panorama geral de como a juventude periférica e marginalizada vem encarando o mundo. Para além do olhar e a vivência na academia e na vida burocrática, Puro Suco enxerga amor, afeto e aquele envolvimento solidário que falta nos dias atuais. No meio da correria mais frenética que as métricas do duo, um oásis que mata a sede e revigora na luta e mais que tudo no autoconhecimento.

Em processo de gravação do primeiro álbum com produção de Pedro Alex do Estúdio Zero Neutro os caras já acumulam mais de 40 composições. Destas, três já foram lançadas e o resto você confere nas apresentações, que variam em dois formatos. Uma com Ronchi comandando os beats e Murica e Prs dividindo os mics, a segunda leva ao palco Lucca Seabra (bateria), Victor Henrique (sax), Alexandre D’Almeida (guitarra), Pedro Alexandre (baixo), e Kennedy Gustavo (teclado). Em Sujão o primeiro lançamento com mix e master já é possível entender e ter um… digamos cartão de visitas do que é toda essa “esquizofrenia musical”. E em Fluído os moleques expressam literalmente sua filosofia e estilo de vida.

 

A ideia é abrasileirar, trazer à tona toda a nossa carga cultural, ser brasil, misturar musica com cinema, graffiti, cultura do pixo e toda a malandragem reunida. PURO SUCO

O primeiro clipe dirigido e produzido por Raul Silva “Cabrón” é uma verdadeira obra de arte do cerrado. E não é a toa que já atingiu quase 40 mil visualizações. Com cenas do cotidiano de Brasília e do entorno o vídeo expressa as relações sociais dos jovens, sua rotina em movimento, o dia e a noite na função. Dá destaque para as pessoas, as figuras e personalidades que compõem nosso cotidiano, o que traz a essência da Puro Suco, um olhar profundo para os seres, para o mundo.

Escute o som da Puro Suco e já coloque na agenda as próximas datas de shows. E fique ligada aqui na ESCUTA pois ainda tem muita coisa pra matar a sede de arte e cultura da galera.

Dia 25 de Agosto (sábado) na Casa do Cantador

Com
Aristoncratas
Mantendo A Identidade
Ruan
Puro Suco com part. especial do P.G 400
e vários DJs.

Quadra 32 Área Especial G – Ceilândia Sul

Dia 7 de Setembro UnderCult

Com
RAPADURA
Nova Iris – R.A.P (Kaian – Mica – Dandara – Ruan – Luan LM)
P.G 400
Idade Média
e mais.

Teatro Mapati
Shcgn, 707 – Bloco K, 5, 70740741 Brasília

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Ver mais

Felipe Qualquer

No rádio desde moleque pesquisa o universo da música e escuta de tudo. Em MG atuou nas emissoras Minas, Nova e 94FM. Em Brasília passou por Transamérica, Metrópoles, e MIX FM. Escreveu para a Revista ShowBar e Jornal O Popular. Produtor cultural desde 2010 com os festivais EcoMusic, Rua do Rock, Usina de Rima, Grito Rock e Festa Nacional da Cerveja. Estuda Artes e Audiovisual na UnB. Criador da ESCUTA QUE É BOM.

FALA AÊ!

Tem a ver...

Close